N.º VERDE962 999 229       Mail: info@clinicadamao.pt    

Portuguese English

Bursite do Cotovelo

 

BURSITE DO COTOVELO - O QUE É?

    As bursas são pequenas formações em forma de sacos, forradas no seu interior por um tecido específico designado por sinovial, que produz uma fina camada de um líquido, o liquido sinovial. Estas, servem de "almofada", de modo a protegerem grande parte das proeminências ósseas justa articulares. Têm como objectivo amortecer forças e diminuir o atrito entre as diversas estruturas, como o osso e a pele neste caso, mas também poderá ser entre tendões ou ligamentos.

BURSITE DO COTOVELO - ONDE SE LOCALIZA ?

No cotovelo localiza-se uma destas almofadas, a bursa olecraniana, que fica na face posterior do cotovelo, debaixo da pele, permitindo o suave deslizamento e amortecendo os pequenos impactos.

    Quando existe uma solicitação muito significativa e repetida dessa almofada ou quando é sujeita a discretos traumatismos directos de modo repetido no tempo (como estar apoiado numa mesa), podem desencadear-se fenómenos de "irritabilidade" da mesma, que se traduzem por sinais inflamatórios da membrana no seu interior. Esta “ irritação ” provoca produção excessiva do líquido dentro da almofada, com consequente aumento do seu volume e causando dor e dificuldade na mobilização do cotovelo. Ao processo de ingurgitamento e inflamação dessa almofada, dá-se o nome de bursite olecraniana – bursite do cotovelo.

Entre os indivíduos que se encontram com um maior risco de desenvolver esta bursite, estão aqueles que utilizam frequentemente o apoio do sobre superfícies duras, no caso de profissões de secretária, ao computador, e profissões que a isso obriguem os seus executantes.

 

BURSITE DO COTOVELO - TRATAMENTO

    Não se trata de um compromisso preocupante já que a bursite olecraniana / do cotovelo é uma condição simples e por vezes até auto-limitada. Como principais sintomas e sinais, apresentam-se constantemente a dor, o inchaço, a vermelhidão e a maior ou menor dificuldade na flexão e na extensão do cotovelo.

Nos casos recidivantes, poder-se-à fazer um tratamento com anti-inflamatório local injectável, e em último caso, realizar a sua remoção cirúrgica.

 

José Alexandre Marques, Dr.